Gente que esclarece

Triagem neonatal: os cuidados preventivos com a saúde desde primeiros dias de vida

Os exames são essenciais para a precisão do diagnóstico precoce de diversas doenças. Considerado o mais abrangente da triagem neonatal, o teste da bochechinha pode identificar alterações em mais de 380 genes associados às doenças tratáveis e reduzir e evitar sequelas e óbitos.

Exame preventivo que detecta centenas de genes associados a doenças que podem se manifestar ainda na infância, o teste genético da bochechinha é considerado pelas principais autoridades em saúde o mais abrangente da triagem neonatal.

Rápido, indolor e eficaz, o exame permite um diagnóstico mais preciso e abrangente, feito a partir da análise do DNA do bebê. Centenas de condições genéticas, desde as endócrinas, metabólicas, condições de manifestações renais, pulmonares, neurológicas, dentre muitas outras, podem ser detectadas e precocemente diagnosticadas aumentando as chances de serem tratadas corretamente já nos primeiros dias de vida. “A celeridade e precisão do teste genético da bochechinha garantem diagnóstico rápido e correto possibilitando acompanhamento clínico individualizado e mais assertivo”, explica a médica pediatra do Grupo Sabin em São José dos Campos, Dra. Talita Cordeschi Correa.

A especialista observa ainda que mesmo sendo considerado mais abrangente, ele não exclui os outros exames fundamentais das triagens neonatais. Os testes do pezinho, do Olhinho, da Orelhinha e do Coraçãozinho, se complementam e permitem a identificação de condições clínicas que podem ter sua evolução modificada com o diagnóstico precoce. “Os exames da triagem neonatal são essenciais para reduzir ou evitar sequelas e até mesmo o óbito precoce. É um cuidado importante na vida do bebê e pode ser decisivo para o acompanhamento do desenvolvimento e saúde da criança.” detalha Cordeschi.

O teste genético da bochechinha do Grupo Sabin permite análise de mais de 380 genes a partir do DNA dos pequeninos, onde estão armazenadas informações genéticas transmitidas dos pais para os filhos. “O exame é rápido e não causa desconforto ao bebê. Com um cotonete coletamos material da parte interna da bochecha, onde coletamos a amostra, que é encaminhada ao laboratório. Se houver resultado indicando elevado risco clínico, é importante assegurar que bebê seja acompanhado por um especialista, para a interpretação correta dos resultados e tratamento adequado”, conclui.

Para garantir a comodidade e conforto à toda família, o exame pode ser feito em casa, com ou diretamente nas unidades do Grupo Sabin com agendamento prévio. Não há exigência de pedido médico, e pode ser feito no primeiro dia de vida. Outro fator positivo é a agilidade na entrega dos resultados, com laudo pronto em até 15 dias úteis.

Sobre o Autor:

Da Redação com informações da assessoria

Do site:



No Comments

Leave a Reply