Gente que inspira

Veja como montar um quarto de brinquedos ideal para os seus filhos

Com aproximação do Dia das Crianças a Todeschini (www.todeschini.com.br) – uma das maiores empresas de móveis planejados da América Latina, tem dicas para organização de um espaço pensado para os pequenos.

Depois que se tem filhos, é praticamente impossível manter a casa organizada por muito tempo. O lar se transforma em um campo minado de brinquedos, peças de jogos e bonecos espalhados pelos cantos, e é um desafio educar a criança para que ela aprenda a brincar e a ter responsabilidade de guardar tudo depois.
Para ajudar nisso, o quarto de brinquedos vem como uma alternativa genial, benéfica para toda a família. Além de conservar a casa arrumada, esse espaço dedicado aos pequenos ajuda a estimular os seus sentidos de forma lúdica.

A criança ganha um ambiente especial para desenvolver a criatividade, aprender a ser independente, conhecer coisas novas, explorar suas potencialidades, entre outras vantagens.

Era exatamente isso que você queria fazer em casa? Afinal, nada melhor do que deixar seu filho aprender brincando e preservar o restante do lar, não é mesmo? Então, que tal aprender a montar um quarto para brinquedos exclusivo?

Ouça as preferências da criança
Antes de tudo, é importante salientar um detalhe. O quarto de brinquedos é para quem? Para o seu filho, não é? Então, já que é a criança quem vai passar mais tempo lá e usufruir do espaço, o ideal é que ela seja ouvida no processo de criação do ambiente.

As preferências da criança são o ingrediente básico para montar tudo, já que é por meio dos seus gostos que a decoração vai ganhar forma. Pergunte sobre personagens, atividades preferidas, cores etc. Faça com que o seu filho se sinta parte do projeto, ajudando nas escolhas. Ele vai adorar a experiência e vai criar um laço ainda mais forte com o lugar.

Dica: Adesivos na decoração

Escolha uma decoração temática para o quarto de brinquedos
Por falar em decoração, é sempre bom definir um tema central e segui-lo, de modo a não tornar o espaço poluído visualmente. Depois de ouvir as preferências do seu filho, determine um estilo básico e o adapte para os elementos infantis: muitas cores, objetos criativos e funcionais, personagens e por aí vai.
Não se esqueça de harmonizar as tonalidades das paredes, mobiliário e demais objetos para que o ambiente não se torne pesado demais. Tons muito fortes e quentes, como o vermelho e o laranja, devem ser dosados.

Por mais que seja um ambiente para diversão, o quarto para brinquedos não pode deixar a criança agitada demais. Lembre-se de que ali também é um espaço de aprendizado em vários sentidos.

Abuse de prateleiras e caixas organizadoras
Não é porque o seu filho tem um lugar só para ele, que você vai deixar a bagunça, antes espalhada pela casa, concentrar-se em apenas um cômodo. É fundamental criar uma decoração que estimule a organização, para que a criança desenvolva essa qualidade brincando.

Para ajudar na tarefa, as prateleiras e as caixas organizadoras são fortes aliadas. Separar os brinquedos em gavetas também é uma boa ideia, já que evita que as coisas fiquem expostas o tempo todo.

As caixas organizadoras, inclusive, têm a mesma função das gavetas, mas também podem ser transparentes para facilitar a visualização da criança. A transparência e o uso de etiquetas ajudam a identificar o que o seu filho quer pegar, sem que seja preciso revirar o quarto.

Para livros, as estantes horizontais são a melhor opção, uma vez que a criança consegue ter acesso ao que deseja sem dificuldades para procurar, escolhendo a obra pela capa. Os nichos, no entanto, são bem-vindos, desde que não tenham muita profundidade, para não dificultar o acesso.

No mais, em todas essas possibilidades de organização, conte com números, ordens alfabéticas e outros sistemas para que o seu filho aprenda enquanto localiza seus objetos.

Crie ambientes estilosos e modernos com uma decoração atual, funcional e versátil!

Aposte em rolos de papel e paredes de lousa para os desenhos

Se a criança gosta de desenhar em tudo, poupe a pintura das paredes e os móveis: substitua os blocos de papel convencionais por rolos que podem ser pregados na própria mesa de desenho — na altura da criança — ou na parede, para que o pequeno solte a imaginação.

Na vertical, também é possível escolher um lado do quarto e pintar a parede com tinta de lousa. Assim, o seu filho desenha sem medo, com a chance de poder apagar e usar o mesmo espaço para novas criações.

Utilize cores para dividir espaços

As cores são as protagonistas de um quarto lúdico e, além de elementos puramente visuais, por serem percebidas de forma instantânea, elas são ótimas para auxiliar também na organização.

Você se lembra das caixas organizadoras? As cores facilitam na hora da criança identificar o lugar certo para pegar e guardar os objetos. Elas também podem ser usadas para delimitar espaços, de forma que a criança obedeça regrinhas, como desenhar na área azul, ler no cantinho lilás ou deixar os sapatos no espaço vermelho.

Invista em móveis personalizados

O mobiliário também conta muito na hora de montar um quarto para brinquedos. Além de todas as caixas, nichos e prateleiras, também é possível adquirir outros móveis, como banquetas multifuncionais, pufes e baús com rodinhas, para facilitar na movimentação e na hora da limpeza.

É importante também que toda a mobília seja personalizada de acordo não só com a decoração, mas com a faixa etária e a estatura da criança. Tudo deve ser adaptado para que o seu filho não se esforce para pegar certos objetos e acabe se machucando.

Priorize a segurança do seu filho

Por falar em riscos, você precisa priorizar a segurança do pequeno no quarto de brinquedos. Infelizmente, a incidência de acidentes domésticos por tombamento de móveis e TVs é altíssima.

Apesar de não haver dados precisos no Brasil, nos Estados Unidos, por exemplo, uma criança morre a cada duas semanas envolvida nesse tipo de acidente. As causas são variadas: subir no móvel, puxar objetos contidos nele, brincar próximo etc. As fatalidades são tristes, com mortes por esmagamento ou com a vítima presa sem poder respirar.

Para evitar a todo custo tais acidentes domésticos, você deve tornar o quarto de brinquedos — e toda a casa, é claro — um local seguro, com móveis devidamente fixados na parede, planejados e adequados para a altura do seu filho, como já dissemos.

Além disso, outros detalhes também contam e devem ser evitados, como quinas, objetos pontiagudos e peças pequenas que podem ser engolidas. O importante é montar o quarto com mobiliário e brinquedosque estejam de acordo com a idade da criança.

Viu como é simples e prazeroso criar um quarto de brinquedos para o seu filho? Com o restante da casa preservado da bagunça, o novo ambiente vai comportar toda a imaginação da criança, tornando-se um mundo mágico que ela vai aproveitar muito e que permitirá que o pequeno recorde os bons momentos pelo resto de sua vida!

Sobre o Autor:

Do site:



No Comments

Leave a Reply