Gente que esclarece, Maternagem

Picolé de leite materno pode aliviar o incômodo da erupção dos dentinhos do bebê

Mais um artigo com uma dica muito bacana da Lorena Oliveira do Blog da Lô! 

Utilizado como opção para introdução de sólidos na alimentação e alívio para as dores durante a erupção dos dentes, o picolé de leite materno não é uma alternativa para a alimentação do bebê e deve ser feito de forma cautelosa, segundo a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC). O picolé pode ser usado quando os dentes do bebê começam a surgir, é a mesma ideia de oferecer aqueles mordedores (com gel dentro) que são indicados para colocar na geladeira. O “geladinho” diminui o incômodo tão comum no momento da erupção dos dentes. No entanto, a recomendação de oferecer o leite na temperatura do corpo (em torno de 37C) permanece, sendo que o picolé deve ser apenas uma opção ocasional e ofertada em pequenas quantidades.

Contudo, os bebês a partir dos 8 meses de idade já podem ingerir algo mais geladinho em temporadas de calor. Porém, sempre é de extrema importância consultar o pediatra do pequeno antes de introduzir o picolé de leite materno na sua rotina alimentar. O que se deve ter muito cuidado é com a higienização, armazenamento e consumo deste picolé.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivamente durante seis meses. A introdução de alimentos apropriados para a idade, com segurança, é a partir dos seis meses e se a mãe puder deve manter a amamentação até os dois anos ou mais. Não devemos nos esquecer que o aleitamento materno é a forma ideal de contribuir com todos os nutrientes que um bebê precisa para um crescimento e desenvolvimento sadios.

O leite materno não perde em grande quantidade as suas propriedades quando está congelado. O que não se pode é demorar muito para consumi-lo. O tempo de congelamento e o processo de higiene que a mamãe deve seguir são fundamentais para que o bebê possa se alimentar bem com o picolé ou sorvete.

É preciso saber que se trata de um alimento nobre e que não pode ser banalizado, exposto ou ter uma manipulação inadequada. As mãos devem ser devidamente higienizadas, assim como o lugar onde será armazenado o leite. Se você decidir oferecer o “tetolé” ao seu bebê, não reutilize as sobras da forminha se o bebê não tomar todo o sorvete, descarte-as já que a saliva é repleta de bactérias.

O congelamento do leite materno pode levar à perda de alguns nutrientes, mas ela costuma ser tão pequena que não diminui a qualidade nutricional. Apesar de refrescante e nutritivo, o picolé pode ser perigoso para a saúde do bebê se não for preparado de forma correta, sendo necessários muitos cuidados em sua produção, como:

Higienização:

Antes da ordenha, é recomendado passar uma gaze embebida em água morna ou fria nas mamas e lavar bem as mãos com água e sabão. Além disso, é necessário lavar bem as bombas de extração e o recipiente onde o leite será armazenado.

Armazenamento:

Ao iniciar a ordenha, descarte os primeiros jatos. Assim que o leite da primeira mama esgotar, coloque-o no recipiente higienizado e o acomode no fundo do refrigerador, que deve ter a temperatura entre 0ºC e 4ºC. Após, faça o mesmo com a outra mama.

Consumo:

É importante que um adulto ofereça o picolé, para evitar que a criança engasgue, e que ele seja feito do tamanho adequado, de modo que caiba na boca do bebê, mas não possa ser engolido inteiro.

Como fazer o picolé de leite materno?

– Realize a ordenha do leite materno eliminando as primeiras gotas e armazene no recipiente já utilizado para estocar o leite. Podem ser utilizadas forminhas para picolé ou forminha comum de gelo, desde que devidamente esterilizadas;

– Tenha atenção durante a ordenha para não contaminar o leite coletado. Lave bem as mãos antes da coleta;

– Para esterilizar as forminhas ou recipientes utilize o mesmo procedimento da higienização de mamadeiras e chupetas;

– Após a coleta do leite e armazenamento nas forminhas/recipientes coloque o palitinho de picolé e leve ao congelador. Existem no mercado alguns palitinhos de plástico reutilizáveis específicos para picolé.

– O leite materno pode permanecer no congelador por até 15 dias (fechado) e na geladeira por 12h (fechado);

– Não acrescente adoçante e jamais açúcar.

– Os bebês adoram desfrutar do geladinho e do derretimento do picolé, por isso prepare-se para a lambança e divirta-se!

Lorena Oliveira é Enfermeira graduada pela Universidade Federal de Uberlândia, blogueira, apaixonada por obstetrícia e aleitamento materno mas, o melhor de tudo: louca pra viver a maternidade! Escreve no blogdalo.com.br

 

Sobre o Autor:

Do site:



1 Comment

  • Reply 10 invenções divertidas e criativas que vão facilitar seu dia a dia - Indiretas MaternasIndiretas Maternas at

    […] algumas mães fazem picolé de leite materno. Tem um post explicando tudo sobre como fazer um picolé de leite materno de forma segura, acesse […]

  • Leave a Reply