Gente que esclarece, Maternagem

Leite materno: aprenda a fazer mingau de cereais com o seu leite e entenda qual a sua composição

Por Lorena Oliveira

O leite materno é a melhor escolha para todos os bebês, principalmente, recém-nascidos. É composto por ingredientes ricos em vitaminas, que permite o pequeno ter uma nova vida saudável. Além de ser considerado um alimento exclusivo e indispensável, apresenta benefícios, únicos para cada binômio (mãe e bebê), a condição do desenvolvimento e do sistema imunológico.

O leite materno está sempre sofrendo mudanças as quais se adaptam às necessidades de um neném em desenvolvimento. O seu conteúdo modifica-se ao decorrer do dia e ao longo dos meses.
Desde o princípio, é completo para o seu bebê.
O seu leite passa por três fases principais: Colostro, Leite de transição e Leite maduro.

Colostro

Nos primeiros dias pós-parto, a mulher produz um leite especial de aparência espessa, pegajosa e amarelada. Embora seja produzido em quantidades muito pequenas, é exato para alimentar o recém-nascido, sem ser necessário qualquer complemento.

Este leite especial é denominado colostro e agrupa amplas quantidades de anticorpos e fatores de crescimento. Avigora o desenvolvimento do trato gastrointestinal do bebê e os seus agentes anti-infecciosos agem como uma primeira imunização, ou seja, o colostro é considerado a primeira vacina que o bebê toma.

O colostro tem um efeito laxante que auxilia o bebê a eliminar o mecônio (as primeiras fezes) e a precaver a icterícia neonatal graças à eliminação de bilirrubina do intestino.

Leite de Transição

Nas próximas duas semanas, a produção de leite aumenta e o seu aspecto e composição modificam-se. Reduz o teor de imunoglobinas e proteínas, entretanto, por outro lado, aumenta o de gordura e açúcares. Nesta fase, pode sentir o peito cheio, firme e pesado. Este ingurgitamento normal da mama da mãe, por vezes, chamado de “descida” do leite, pode ser abrandado com mamadas constantes.

Leite Maduro

O leite maduro parece menos espesso e mais aguado que o leite de vaca, o que por vezes pode ser confuso. Contudo, apresenta todos os nutrientes indispensáveis ao crescimento saudável do neném. O mesmo altera durante uma única mamada de modo a conseguir saciar completamente as necessidades da criança.

O leite que flui no início da amamentação é baixo em gordura e rico em lactose, açúcares, proteínas, vitaminas, minerais e água. À medida que a mamada prossegue, o leite vai transformando e incide mais gorduras e menos açúcares.

Qual a composição do leite materno?

Se imaginarmos os alimentos que comemos, nos deparamos com 3 componentes fundamentais:

• Proteínas
• Gorduras
• Hidratos de carbono

Como a nossa comida, há ainda outros elementos.
Todos os leites de mamífero integram estes componentes básicos, só que em contagens distintas. Por exemplo, o leite de baleia é muito rico em gordura, mas baixo em hidratos de carbono, enquanto o leite de vaca tem mais proteínas e menos hidratos de carbono que o leite humano. Isto comprova que o leite humano é idealizado para bebês humanos, com a quantidade adequada de todas as substâncias.

Muitos componentes do leite materno têm acrescentamentos imunológicos singulares que auxiliam a resguardar o recém-nascido de quaisquer doenças e complicações futuras. Os anticorpos da mãe são transferidos para o bebê e oferecem-lhe uma proteção suplementar que somente o leite materno pode produzir.
Assim, pode-se afirmar que o leite materno é o melhor alimento para o seu bebê, apresentando a quantidade apropriada para saciar e auxiliar em seu, com os elementos certos, à temperatura certa e oferece-lhe uma proteção adicional que nenhum outro leite pode dar.

Receita: Mingau de cereais com leite materno

Ingredientes:
– 1 Colher de sopa rasa de arroz integral triturado no processador ou de farinha de arroz;
– 1 Colher de sopa rasa de farinha de aveia;
– 20 a 30 ml de leite materno.

Modo de preparo:

1- Cozinhar o arroz só com água até ficar bem molinho e quase seco;

2- Misturar a aveia e mexer até ficar bem grosso, desligar o fogo e deixar esfriar um pouco;

3- Misturar o leite materno até obter a consistência desejada e servir.

Observações:
1- O leite materno somente deve ser misturado no horário de servir a papinha e com o fogo desligado.
Rendimento: 1 porção
Dica: Triture uma grande porção de arroz no processador e guarde em uma vasilha bem tampada para utilizar nas papinhas do bebê.

Lorena Oliveira é Enfermeira graduada pela Universidade Federal de Uberlândia, blogueira, apaixonada por obstetrícia e aleitamento materno mas, o melhor de tudo: louca pra viver a maternidade! Escreve no blogdalo.com.br

Sobre o Autor:

Do site:



No Comments

Leave a Reply