Boas Notícias, Gente que compartilha

Empresa de São Paulo amplia a licença-paternidade para 30 dias

Após a gravidez de uma colaboradora, o escritório de advocacia Souza, Schneider, Pugliese e Sztokfisz, com sede em São Paulo e Brasília, resolveu estender a licença-paternidade de 5 para 30 dias.

Os pais tem direito de apenas 5 dias de licença previsto da Constituição. Mas, existem vários projetos tramitando no Congresso Nacional que pedem a ampliação desse prazo. Além de ser de grande importância para a mãe ter apoio após o nascimento, é nos  primeiros dias de vida do bebê que os pais começam a criar um vinculo profundo de afeto.

“Nosso escritório valoriza a qualidade de vida dos colaboradores. A gente acredita que se o pai tiver mais tempo com a família, será mais feliz no trabalho”, explica a coordenadora de Recursos Humanos, Cristiane Carlos em entrevista para a Revista Crescer.

Os homens que adotarem crianças também serão contemplados com o mesmo benefício na empresa. Já as colaboradores tiveram licença-maternidade ampliada de 120 dias ( 4 meses) para 180 dias ( 6 meses).  Esse medida faz parte do Programa Empresa Cidadã que pela Lei 11.770, de 2008, empresas que se comprometem a estender em 60 dias a licença para as mulheres podem deduzir do Imposto de Renda todos os salários pagos no período.

O aumento da licença acaba apoiando também a amamentação exclusiva até os seis meses de vida do bebê, considerado pela Organização Mundial da Saúde o único alimento padrão ouro para essa fase da vida.

Via: Agência Social

Sobre o Autor:

Do site:



No Comments

Leave a Reply