Sem categoria

Diferenças e semelhanças entre os sintomas da primeira e a segunda gestação

Quando a Júlia nasceu, eu criei meu primeiro blog de maternidade, chamado Sou Mãe! E agora? Fiquei com ele até a Isadora nascer mesmo tempo outros blogs. Durante a gravidez da Isadora eu fazia os chamados “Diários de gravidez”, uma série de posts contando os momentos da gestação para compartilhar e ter uma lembrança diferente desse momento.

Depois que decidi acabar com esse blog para criar este aqui, guardei os textos, mas não vi muito sentido de publicá-los novamente como no passado. Além de não ter um registro tão detalhado da gravidez da Júlia. Resolvi então fazer uma série de comparativos entre as duas gestações para compartilhar aqui com vocês, a começar pelos sintoma.

Primeiros sintomas antes de descobrir a gravidez

Gravei um vídeo onde eu conto toda a história que foi descobrir cada uma das gestações, deixo o vídeo no final pra você (ou veja o vídeo aqui sobre sintomas de gravidez). Sempre falo que quando fiquei grávida da Júlia não passava de forma nenhuma pela minha cabeça que eu poderia estar, então eu demorei um pouquinho para entender o que estava acontecendo. Todos os sintomas que eu sentia eu ligava a diversas coisas, menos com uma gravidez, os primeiros, foram: cólica, dos nos seios, dor nas costas, sensibilidade e o sangramento de nidação, que eu achava que era a menstruação (tem vídeo aqui sobre o assunto)

Já da Isadora, ao menor sintoma, eu já desconfiei que poderia sim estar grávida, mas tudo começou também como os conhecidos sintomas da TPM, a cólica, a sensibilidade, dor nas costas e uma diferença foi que senti muita azia, que foi o que me fez ter um alerta, e por último o atraso na menstruação. Nessa gestação eu não tive o sangramento de nidação.

Depois que descobri a gravidez

Depois do positivo, que eu descobri que realmente estava grávida, ainda senti umas cólicas na gestação da Júlia, apesar de estar tudo bem nos exames, a médica pediu um pouco de repouso no começo.

E teve uma coisa muito engraçada das duas gestações que são em relação aos enjoos que começaram alguns dias depois das descobertas. Na Júlia tive até 3 meses e da Isadora duraram um pouquinho mais que isso. Sempre aquele enjoo mais forte matinal, mas que nunca ia embora o dia todo.

Quando estava com aproximadamente 6 meses em ambas as gestações, eu comecei com a dor nas costas por causa do peso da barriga e no final eu tive muita azia também de ambas.

Sobre o Autor:

Bárbara Vitoriano

Fundadora do Indiretas Maternas, mãe da Júlia e da Isadora, Jornalista, apaixonada pela profissão, por literatura, fotografia e agora metida a blogueira. Descobriu um mundo totalmente novo depois da maternidade, se apaixonou por ele e veio os blogs, novos trabalhos, novas paixões e uma nova e emocionante forma de ver e viver a vida. Do site: barbaravitoriano.com.br



No Comments

Leave a Reply