Search results for

home office

Gente que esclarece, Rotina e Organização

Dicas para organizar o Home Office

Olá meninas… Como passaram o dia dos namorados? Aproveitaram as dicas?

Hoje vamos falar um pouco de organização?

Sabemos que um ambiente organizado facilita e muito a vida da gente né? Sabemos, também, que com a nossa realidade de “mães que trabalham em casa” isso nem sempre é possível. Tem dias que outras prioridades surgem alem da “organização”.  Ou ainda, nem prestamos atenção nessa necessidade e, às vezes, nos arranjamos em qualquer cantinho. Não que um seja certo e o outro errado, mas se estamos procurando empreender/crescer, que tal começarmos pelo nosso cantinho?

Sejamos sinceras, quando paramos (e conseguimos sentar) para trabalhar um ambiente bonito e arrumado, não importa o tamanho, faz (ou faria) toda a diferença não é?

Vamos ver alguns exemplos? Vejamos alguns antes e depois:

Picture1 Picture2 Picture3

 

Seja somente com cores e alguns itens de decoração, ou repaginando o ambiente todo da um novo animo, não dá?

Caixas, etiquetas, pranchetas, porta fios (prontos ou recicláveis), tudo é valido para deixar o ambiente mais arrumadinho:

 

 

Soluções para pequenos espaços:

 

Agora se o problema for falta de espaço na horizontal, literalmente “suba pelas paredes”:

E que tal uma “corzinha”?  Pode fazer um bem danado…

E aí meninas, se animaram?

Gostaram das dicas?

Duvidas ou sugestões serão sempre bem vindas.

Beijos e até a próxima.

Kelly é designer de interiores e apaixonada pelo que faz. Casada, tem duas filhas (a Nathália de 17 e a Lorena de 1 ano e 4 meses) e um enteado, o Efraim, de 12. Com o nascimento da pequena, resolveu trabalhar em casa para poder estar mais perto dela. Enfim, é uma mãe faz tudo também. E-mail de contato: Email:kellycm.designer@gmail.com

 

Sobre o Autor:

Do site:



Gente que compartilha

5 brincadeiras dentro de casa para entreter os filhos nas férias

Conciliar o home office e as férias escolares não é tarefa fácil. A cada 5 minutos é um novo chamado dos filhos, que querem sair, brincar, comer ou querem ajuda para resolver um jogo ou porque precisam tirar chiclete da roupa… Quem tem criança pequena sabe que elas não param quietas! Em meio a tantas distrações, fica a dúvida: como se concentrar no trabalho?

Pensando nas mães empreendedoras que trabalham de casa e não tem com quem deixar os filhos, separamos algumas dicas de brincadeiras para brincar dentro de casa para entreter os pequenos por várias horas. Assim, é possível organizar a rotina profissional entorno disso e conseguir ter um dia de trabalho mais produtivo. Confira a seguir!

Erik (HASH) Hersman/Flickr

Brincadeiras para fazer dentro de casa durante as férias

  1. Caça ao tesouro. Desenvolver uma caça ao tesouro com os recursos do lar pode ser uma ótima opção de brincadeira dentro de casa e, com certeza, será suficiente para te dar algumas horinhas para o seu trabalho. Espalhe pistas pela casa, sempre premiando a cada uma encontrada, seja com uma bala ou com uma lembrancinha qualquer. O dia passará voando e as crianças se sentirão estimuladas a encontrar o tesouro final – especialmente se este for um objeto de desejo da criançada.
  2. Gincana. Para as crianças, a parte mais chata de ter os pais trabalhando em casa é não poder sair para brincar. Que tal então transformar a sua casa em um parque de diversões? A ideia da gincana é que cada cômodo de seu lar seja palco para uma atividade. Para ter tempo de se dedicar aos seus afazeres, deixe todas as atividades prontas e cronometre o tempo necessário para realizar as suas atividades, fazendo com que ele coincida com o tempo da gincana. De montagem de um quebra-cabeças à pintura de uma tela, passando pelo campeonato de bolas de chiclete, dá para manter os pequenos em atividade sem ter de se preocupar. Aí é ficar atenta para que elas não te chamem para ajudar a tirar chiclete da roupa.
  3. Campeonato de dança. Nós já falamos da importância de ter um espaço especial para o seu home office. Por isso, divertir as crianças com música pode ser uma opção especialmente divertida para os pequenos. Colocar uma série de coreografias e desafiá-los a aprender é uma forma de misturar atividades físicas com boas risadas. Ao fim do dia, para descontrair, que tal propor uma apresentação? Para as crianças que gostam de tecnologia, diversos videogames possuem jogos de dança, além de vídeos no YouTube que simulam esses jogos.
  4. Jogos de tabuleiro. Para fugir um pouco da tecnologia, uma boa sugestão é retornar aos antigos hábitos. Jogos de tabuleiro são uma excelente brincadeira para brincar dentro de casa e entreter os pequenos, apesar de serem frequentemente esquecidos. Com regras e um consumo de tempo considerável, que tal preparar uma seleção de jogos para divertir os pequenos? Xadrez, Damas, Resta 1 e jogos que misturam mímicas e adivinhação podem ser uma opção para as tardes frias de inverno.  

Pixabay

  1. Artesanato. Crianças, no geral, adoram atividades manuais: pintar, cortar, fazer dobraduras e presentes artesanais é uma forma de desenvolver a criatividade delas, além de habilidades artísticas. Existem telas que já vêm com desenhos a serem pintados, além dos livros terapêuticos de pintura. Essas atividades ajudam a estimular a mente e a relaxar a criançada. Uma boa sugestão é transformar as pinturas em quadros que as próprias crianças possam presentear familiares ou manter exposto em seus quartos.
    E aí, gostou das sugestões de brincadeiras para dentro de casa para entreter a criançada durante as férias escolares? Então não deixe de compartilhar este post com outras mães que também precisam de dicas e de sugerir quais atividades você usa para aumentar a produtividade do seu home office. Até o próximo post!Fotos: Erik (HASH) Hersman, Donnie Ray Jones e Pixabay.
Sobre o Autor:

Redação do IM

Do site:



Boas Notícias, Gente que compartilha

Agência cria vagas permanentes de meio período pensando em mães publicitárias

Quando a acaba a licença maternidade, a maioria das mães passam pelo dilema carreira e maternidade. Isso acontece muitas vezes porque, o mundo corporativo não abraça essa mulher que se tornou mãe, muito pelo contrário, é grande o número de testemunhos de casos de discriminação.

A boa notícia, é que mesmo devagar, parece que as coisas estão mudando. Pelo menos é nossa esperança quando vemos iniciativas assim.

A agência AMV BBDO de Londres anunciou a criação de vagas permanentes de meio período. De acordo com o BlueBus, a ideia é atrair publicitárias que tiveram que abandorar o mercado de trabalho para se dedicar à maternidade.

O departamento criativo da agência, que atende clientes como Pepsi, Mars e Guinness, tem de 8 a 10 vagas de meio período disponíveis, para trabalhar 3,5 horas por dia, com turno e local de trabalho flexíveis (home office ou no escritório da agência).

A intenção é que o programa se estenda para os outros departamentos em um futuro próximo.“Há muitas mulheres vindo para essa indústria, mas poucas no topo, e há uma escassez de mulheres experientes na faixa dos 30 e 40 anos”, declarou Alex Grieve, um dos diretores de criação da agência.

Segundo o site, a AMV BBDO também vai aceitar no programa pais que têm como função primária o cuidado de seus filhos.

Sobre o Autor:

Do site:



Experiências, Gente que compartilha

Sobre ser Mãe Empreendedora e aproveitar as oportunidades

Todo mundo sabe que aqui no Indiretas Maternas, o Empreendedorismo Materno tem um espaço garantido. Acreditamos nele como ferramenta de empoderamento das mulheres, principalmente das que são mães. E hoje trouxemos um relato muito bonito e sincero da Gabrielle Rech

Sabe quando uma oportunidade bate na sua porta e você não tem como dizer não? Pois é… comigo foi quase isso. Digo quase, porque eu poderia dizer ter dito não, mas preferi correr o risco e entrar de cabeça em um novo negócio.

Foi tudo muito rápido, porém não foi fácil. Recém havia passado por um processo de decisão entre abandonar um emprego estável (um bom emprego) e trabalhar Home Office com Assessoria Administrativa para poder cuidar do meu filho. Resolvi aderir ao Empreendedorismo Materno e as coisas fluíram bem, melhor do que pensava, inclusive.

Quando eu pensei que está tudo encaminhado, eis que surgiu a tal oportunidade, de ser dona de um novo negócio, um Coworking. Fiquei com dois corações. Por lado eu poderia ficar na minha zona de conforto e continuar em casa com o baby e por outro eu poderia encarar um desafio e ampliar meus negócios.

Optei pela segunda opção, mudei toda minha rotina: coloquei o baby na creche (com o coração na mão) e fiquei morrendo de medo que algo desse errado.  Mas sabe que eu percebi? Que as coisas se ajeitam naturalmente, ele adora a creche e eu estou amando meu novo desafio.

O empreendedorismo materno não precisa se resumir somente ao Home Office. Hoje eu preciso cumprir um horário, é verdade, mas em contrapartida, tenho flexibilidade para administrar meu tempo como achar melhor, inclusive para ficar com meu filho quando bem entender.

E outra coisa que eu percebi, é que saindo do Home Office eu me senti muito mais motivada para trabalhar, conheci várias pessoas bacanas e posso cada vez mais fazer o que eu gosto, apoiar micro e pequenos empreendedores.

Uni o útil ao agradável: mantenho minha Assessoria e minha produção de conteúdo, e tenho contato com empreendedores das mais diversas áreas com meu Coworking e escritório compartilhado.

Da trabalho manter 2 negócios, cuidar de si, da casa e da família? Sim, muito. Mas me sinto realizada fazendo o que amo.  Poderia ter dito não, mas a verdade é que ter dito sim fez muito bem para mim e para toda minha família, inclusive para meu filho.

Gabriele Rech é Administradora, mãe empreendedora e apaixonada pelo que faz. Proprietária do Blend Coworking e também ferece os serviços de assessoria administrativa, back office e assessoria financeira. 

Sobre o Autor:

Do site:



Gente que indica, Negócios de Mães

Conheça a Mariana Buzanin Fotografia

fotógrafa de famílias mariana buzanin

Que somos loucos por fotografia já deu pra perceber não é? E ficamos apaixonados pelo trabalho da Mari Buzanin, uma fotógrafa de famílias.

Formada em Comunicação Multimídia, Mari sempre teve como hobby a apreciação de imagens que transmitissem sentimentos, que causassem impacto pela pureza  e espontaneidade. Passado um certo tempo trabalhando na área de Telecomunicações, decidiu largar a carreira para dar início ao que chama de Ateliê de Histórias – seu Home Office de fotografia. Mãe do Pedro, se dedica apenas à criação do filho e à fotografia de famílias.

Segundo ela, ser fotografado é celebrar a vida como deve ser, é guardar aquilo que você tem de mais precioso: A SUA HISTÓRIA.

Lindo não?

Conheça um pouco mais sobre o trabalho da Mariana:

Site: http://www.marianabuzanin.com.br

Facebook: http://www.facebook.com/marianabuzaninfotografia

 

Sobre o Autor:

Do site: